Sincoverg

Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo

Guarulhos, 15 de Novembro de 2019

Por condutores

Carta Aberta à População: Condutores de Guarulhos em Estado de Greve

A PLR, por exemplo, é considerada como um salário a mais por nossa categoria, retirar essa conquista é tirar comida da boca de nossos filhos.

Cidadãos, voltamos a dialogar com todos vocês, munícipes da cidade de Guarulhos e Arujá.

Nossa categoria, condutoras e condutores, cobradoras e cobradores e a manutenção do transporte coletivo da cidade de Guarulhos e Arujá está em campanha salarial. Queremos continuar a prestação de nosso trabalho de excelência nas cidades, porém, nem Governo, nem Empresários parecem se importar com a continuação do serviço. Como todo ano, apresentamos nossa pauta de reivindicação, sempre pautada e construída em cima de dados e números oficiais.

Provamos que o sistema de transporte não perdeu passageiros durante o ano e, que nossa categoria cumpriu com suas obrigações. Apesar de todo esse cuidado que o SINCOVERG teve, respaldado pelas trabalhadoras e trabalhadores e, enviando sua pauta de reivindicações no prazo correto, os empresários nos enviaram uma proposta indecente.

O reajuste salarial sequer cobre a inflação acumulada de março e, ainda, querem aplicar maldades como a Criação do Banco de Horas e acabar com a PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

Os empresários deram às costas a todas trabalhadoras e trabalhadores e, por tabela, aos cidadãos que utilizam os coletivos. Mais uma vez querem colocar a culpa na trabalhadora e no trabalhador, como se nós fossemos os responsáveis pela falta de gerenciamento das empresas.

Bolsonaro vem falando de uma nova carteira de trabalho, a verde e amarela, nela, o trabalhador não teria direitos como o 13º salário, férias remuneradas, PLR, entre outros. Parece que os empresários das empresas de ônibus querem antecipar isso e já começam a tentar cortar os nossos direitos.

Nossa direção e categoria têm compromisso com vocês, munícipes de Guarulhos e Arujá, mas, também têm compromisso com suas famílias.

A PLR, por exemplo, é considerada como um salário a mais por nossa categoria, retirar essa conquista é tirar comida da boca de nossos filhos.

Não permitiremos isso! A partir do dia 10 de maio, às 00:00, entraremos em GREVE e só retornaremos ao trabalho com uma proposta, no mínimo, decente a cada pai e mãe de família de nossa categoria.

Agradecemos a compreensão de todos e saibam, estamos brigando por vocês também.

Somente a luta ORGANIZADA muda a vida!

A Direção
SINCOVERG