Sincoverg

Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo

Guarulhos, 09 de Julho de 2020

Por condutores

Carta aberta à população: funcionários da Trail (condutores) em estado de greve

 

Neste momento de pandemia, por nem um dia, os trabalhadores responsáveis pela coleta de lixo em Guarulhos se eximiram da responsabilidade de zelar pela saúde pública, cumprindo com excelência suas funções. Em resposta disso, se viram, mais uma vez, reféns de um poder público omisso e uma empresa (Trail Infraestrutura LTDA) irresponsável e autoritária. O SINCORVERG, como representante dos condutores, não poderia se calar e, na obrigação de prestar contas à população, vem a público expor tudo o que está acontecendo.

Estes heróis não tiveram qualquer redução na sua jornada ou então rodízio. Todos os dias permaneceram atendendo a população. O cenário caótico da pandemia ficou ainda pior quando muitos dos trabalhadores e trabalhadoras não receberam se quer EPIs (Equipamentos de Proteção de Individual) do Gupo Trail, ou qualquer intervenção do poder público para garantir a proteção mínima de sua saúde.

Vários avisos e tentativas de comunicação foram feitas à empresa responsável, que se mostrou todo tempo intransigente em iniciar uma discussão e negociação.

A empresa não sabe o que é depender de um salário para cuidar de toda uma família e se sujeitar até arriscar suas vidas. O poder público mesmo sabendo de tudo isso, se mostrou insensível e em nenhum momento se dispôs em intervir.

A empresa Trail Infraestrutura LTDA, até o momento se negou a qualquer negociação e, por isso, os trabalhadores e trabalhadoras se viram obrigados a tomar medidas extremas ao seu alcance: entrar em estado de greve. A única coisa que a categoria pede é uma negociação justa, com garantia de EPIs para todos e um acordo como reconhecimento do trabalho, sendo consequente um aumento salarial.

Diante de tudo isso, foi comunicado à empresa que os trabalhadores estarão em ESTADO DE GREVE aguardando uma proposta, em até 72 horas. Caso isso não aconteça, a coleta de lixo poderá ser paralisada por tempo indeterminado. Lembramos que até o momento a intransigência vem por parte da empresa e da prefeitura e não dos trabalhadores que a todo o momento tentam uma solução para evitar mais um caos em nossa querida Guarulhos.