Em Guarulhos é obrigatório que todas as linhas municipais tenham cobrador

Compartilhe essa notícia:

patrao e caviar

São frequentes os ataques à nossa categoria. De um lado temos empresários que pensam no lucro em detrimento do trabalhador e de outro lado temos o Governo Estadual do Geraldo Alckmin que deixou de pagar R$ 66 milhões em subsídio ao Metrô, impactando diretamente nos vencimentos dos trabalhadores, e continua se negando a discutir o subsídio às empresas de ônibus.

Dessa maneira, empresas e governo do Estado realizam uma parceria espúria: Alckmin não paga o subsídio devido às empresas, mas as autoriza a acabar com o posto de trabalho dos cobradores.

Companheirada, nosso presidente, Maurício Brinquinho, e toda direção do SINCOVERG estão em cima do governador para que ele assine o decreto, acabando de uma vez por todas com a dupla função.

Em sua atuação como vereador, Brinquinho está atento para que o decreto que garante a permanência de todos os trabalhadores nas linhas municipais de Guarulhos seja praticado.

O SINCOVERG, nas diversas campanhas salariais e após muita pressão, assegurou na convenção coletiva a promoção dos trabalhadores, estabelecendo assim um plano de carreira e a garantia dos postos de trabalho.
Não se deixe enganar por “leva e trás” de quem se aproveita da “casa dividida” para enfraquecer nossa categoria. Junte-se a nós.

Fiquem atentos à chamada para as assembleias de campanha salarial, pois é nelas que discutiremos as reivindicações de nossa categoria.

O SINCOVERG e o presidente Maurício Brinquinho estão atentos às raposas e brigam para que as linhas intermunicipais também tenham o mesmo decreto
Compartilhe essa notícia:

Veja também: